DSC05418-Edit[16].jpg

MAPEAMENTO DOS USOS DO OCEANO

CONHECE BEM O MAR DOS AÇORES?

PRECISAMOS DE SI!

PARTICIPE NO INQUÉRITO QUE VAI SER FEITO NA SUA ILHA.

O SEU CONHECIMENTO É IMPORTANTE PARA CONSTRUIR O FUTURO DO NOSSO MAR.

O QUÊ

A partir de dia 26 de abril, e durante quatro semanas, irá decorrer nas ilhas Graciosa, Pico e Faial, o processo de Mapeamento dos Usos do Oceano.

 

Esta iniciativa é realizada no âmbito do programa Blue Azores, um programa centrado na conservação e no uso sustentável dos recursos marinhos e que tem como objetivo proteger 30% do Mar dos Açores através de Áreas Marinhas Protegidas.

 

Este inquérito visa conhecer melhor o modo com usamos e valorizamos o nosso Mar e é uma oportunidade para os açorianos se pronunciarem acerca do futuro.

As informações obtidas neste inquérito irão aprofundar os dados científicos existentes, ajudando a complementar a informação relativa às atividades que ocorrem nas zonas costeiras do arquipélago.

Os resultados deste processo serão depois utilizados na definição das Áreas Marinhas Protegidas dos Açores. 

drawing-1.png

PORQUÊ

Para poder compatibilizar as necessidades de uso e proteção do Oceano, precisamos de conhecer e saber como os açorianos usam o seu Mar.

 

Desta forma, o conhecimento de cada local será integrado e valorizado no processo de tomada de decisão para a implementação da rede de Áreas Marinhas Protegidas dos Açores.

 

Ao participar neste inquérito as suas respostas irão contribuir para as decisões do Processo de criação e gestão das Áreas Marinhas Protegidas.

COMO

Durante duas semanas, uma equipa de entrevistadores, contratados pela empresa QSP, conduzirá os inquéritos que servirão de base à definição das áreas marinhas protegidas no âmbito do programa Blue Azores.

 

Os participantes serão convidados a indicar e a classificar por grau de importância, as zonas do Oceano que mais utilizam e valorizam, como as áreas da pesca ou de atividades lúdicas.

A informação recolhida pelo inquérito será trabalhada e transposta para mapas, ilha a ilha, que indicarão as áreas mais importantes para as pescas, mas também as zonas marítimas consideradas turísticas ou reservadas a atividades lúdicas.

Os resultados obtidos serão apresentados de forma confidencial, pelo que nenhuma informação pessoal ou localização específica será tornada pública.

A equipa de entrevistadores entrará em contato para o agendamento das mesmas. 

PODE PARTICIPAR DE DUAS FORMAS:

1.  Se vive nas ilhas do Graciosa, Pico e Faial, pode preencher o inquérito online aqui:

2. Falando com os entrevistadores em cada uma das ilhas

A equipa de entrevistadores agendará encontros, de acordo com a disponibilidade dos entrevistados, e garantirá qualquer apoio técnico necessário ao preenchimento do questionário, que demora entre meia hora a uma hora.

 

Para mais informações ou esclarecimento de dúvidas contacte: info@blueazores.org

FAQ

 

Porque é que o Mapeamento dos Usos do Oceano é importante?

O Mapeamento dos Usos do Oceano vai contribuir para um melhor conhecimento acerca do uso que os açorianos fazem do seu mar, nomeadamente em atividades como a pesca, mergulho, navegação, turismo, surf, aquacultura, etc. 

 

As informações serão recolhidas através de inquéritos feitos à população de cada ilha e irão apoiar o processo de implementação das Áreas Marinhas Protegidas e do futuro plano de ordenamento do espaço marítimo dos Açores.

Quem deve preencher o Inquérito?

Qualquer utilizador do Oceano pode participar neste inquérito. O seu conhecimento é muito importante, quer seja  pescador ou apenas alguém que gosta de nadar no mar.

O planeamento para o futuro do Mar dos Açores pretende ser inclusivo e representativo de todo o arquipélago.

 

O inquérito identifica 5 setores principais: 

1.     Pesca comercial e lúdica

2.     Uso cultural e recreativo

3.     Turismo

4.     Desportos marítimos

5.     Transportes

Como vão ser utilizados os resultados do Inquérito? Serão publicados?

Os dados obtidos nos inquéritos serão depois utilizados na definição Áreas Marinhas Protegidas dos Açores.

 

As informações serão apresentados de forma confidencial, pelo que nenhuma informação pessoal ou localização específica será tornada pública.

A primeira fase deste processo centrou-se nas ilhas do Corvo, Flores e Santa Maria, tendo recebido 495 respostas, representativas de perto de 1.100 pessoas que partilharam o seu conhecimento sobre o Mar dos Açores. 

surfing-croyde-bay-MGt_MT5t3Dw-unsplash.jpg

BLUE AZORES
PROGRAM OBJECTIVES